Tax Back: Como reembolsar os impostos quando se está voltando para o Brasil

Realizar o sonho de estudar ou trabalhar no exterior, vivendo e aprendendo com uma nova cultura, é algo que não tem preço. Diante a uma experiência de crescimento individual como esta, o valor gasto para se realizar a viagem acaba se tornando um investimento que você faz em si mesmo. Mas seria bom se agente pudesse reaver um pouquinho do dinheiro que gastamos no nosso país de destino, não é mesmo? Pois saiba que isso é possível!

Tax Back

É aí que entra o serviço da Taxback, uma empresa irlandesa, mas que atua no mundo inteiro auxiliando intercambistas a recuperarem parte dos impostos pagos enquanto estavam trabalhando no exterior. Segundo a organização, é possível recuperar em média 500 dólares, dependendo do país e do valor que você recebia como salário. Uma quantia difícil de ser ignorada.

Como funciona o serviço da Taxback

Se você trabalhou ou vai trabalhar temporariamente no exterior, saiba que no salário pago a você são descontados automaticamente impostos federais e estaduais do país. Estes impostos são semelhantes aos que nós pagamos aqui no Brasil, como o imposto de renda e o seguro social. Mas como você não permanecerá no país para sempre, não irá usufruir dos benefícios desta contribuição. Portanto, tem o direito legal de exigir este dinheiro de volta.

A Taxback faz o intermédio entre você e as autoridades fiscais do país, cuidando de todo o processo para que o seu reembolso aconteça rapidamente, mesmo com você já de volta ao Brasil. Eles também cuidam da declaração dos impostos para que você fique em dia com as obrigações legais exigidas aos trabalhadores assalariados, evitando que tenha problemas no futuro caso queira solicitar um novo visto para voltar ao país.

Documentos necessários para conseguir o seu reembolso de impostos

O processo para conseguir o seu reembolso é muito simples, mas pode variar dependendo de cada país. No entanto, os tipos de documentos exigidos geralmente são os mesmos, mudando apenas os nomes em cada lugar. Confira o que você vai precisar para dar entrada no pedido de reembolso:

  • Comprovante de renda: geralmente, a apresentação do último holerite que você receber no exterior é suficiente, mas nós recomendamos que você guarde muito bem todos os comprovantes que receber.

  • Cartão do contribuinte: cada país tem o seu documento de registro do contribuintes. Você precisará de uma cópia deste documento.

  • Visto: uma cópia do visto que você tirou para ir viajar. Pode ser que também seja exigida a autorização de trabalho do país.

  • Passaporte: cópia simples do documento.

  • Formulários preenchidos: a empresa fornece alguns documentos que você deve preencher e assinar, autorizando todo o processo.

Recuperando o seu dinheiro

Você já percebeu que é muito importante guardar todos os documentos de sua viagem, seja durante ou depois. Tenha muito cuidado para não perdê-los ou estragá-los, pois são eles que vão garantir o processo do reembolso. Se por acaso acontecer algum acidente, é possível pedir uma segunda via, mas você será cobrado por isso.

Após a entrada com o pedido de reembolso, é só aguardar a resposta. O processo pode ser acompanhado online, através do site da organização e o dinheiro devolvido será depositado para você em sua conta bancária aqui no Brasil.

Se você ainda vai viajar, fique atento com a documentação para fazer o pedido quando voltar. Se você já viajou e ainda não deu entrada no seu pedido de tax back, existe um prazo grande para fazer o pedido. No caso da Irlanda, por exemplo, é de 4 anos. fique atento à data limite de solicitação e recupere parte do dinheiro entregue aos impostos locais!

No Comments Yet.

Leave a Reply