Aprenda mais sobre as regiões de Dublin!

Dublin 1, Dublin 2, Dublin 13, Dublin 19... Afinal, existem quantas Dublins na Irlanda? Quem começa a pesquisar bairros para morar na cidade pode levar um susto e ficar um pouco confuso com tantos números para o mesmo local. Mas na verdade, essas divisões servem para facilitar e organizar as regiões da capital do país.

Dublin é dividida em 24 setores postais, que correspondem às subprefeituras ou regionais de algumas cidades brasileiras. Este sistema tem o objetivo de descentralizar a gestão e auxiliar a distribuição de correspondências e encomendas, por exemplo.

Entenda:

Como em diversas cidades europeias, em Dublin existe um rio principal que corta a cidade, chamado Liffey River. É a partir dele que a cidade é dividida entre norte e sul. E a partir dessa divisão, as regiões (áreas) são nomeadas com números, como falamos no início do post: Dublin 1, Dublin 2, Dublin 3 e assim por diante. Fique atento:

  • Quanto menor for o número, mais próxima é a região do centro da cidade e quanto maior, mais distante;

  • Do lado norte do rio Liffey estão os números ímpares e, ao sul, os números pares. Ou seja: Dublin 4 não está ao lado de Dublin 5, e sim, de Dublin 2 e Dublin 6.

Par ou ímpar? Perto ou longe do centro?

Historicamente, as regiões da cidade foram povoadas de maneiras distintas: o lado sul pelos burgueses, e o norte, pela classe operária. Porém, com o forte movimento migratório de estrangeiros (alemães, poloneses, chineses, franceses, espanhóis, italianos e de diversos outros países) e a expansão do comércio e da indústria, essa divisão não pode ser mais levada ao pé da letra.

Conforme falamos antes, os menores números são os mais próximos ao centro, por isso Dublin 1 e 2 oferecem maior variedade de comércios e entretenimento e, inclusive, é onde está o famoso Temple Bar (Dublin 2), que abriga galerias de arte, os pubs mais descolados, baladas, brechós e ruas exclusivas de pedestres.

As regiões 3, 4, 6, 7, 8 e 9 ainda são consideradas centrais e, dependendo de onde você estiver, é possível chegar a O`Connel (marco zero, em Dublin 1) em aproximadamente 10 minutos de caminhada. Nestas regiões centrais também estão a maioria dos estudantes estrangeiros, por conta da facilidade de locomoção e acesso aos serviços. Aliás, Dublin 8 tem se destacado por abrigar muitos brasileiros.

Em contrapartida, muitos irlandeses moram mais afastados do centro por serem áreas mais tranquilas, da mesma forma como ocorre em algumas cidades. Para os estudantes, a vantagem dessas regiões é a possibilidade aproveitar com mais profundidade o dia a dia da cultura irlandesa e, de quebra, conseguir preços melhores de aluguel.

Dicas para escolher a melhor região para morar em Dublin

  • Antes de escolher um lugar para morar, converse com pessoas que já moram por lá e faça comparativos com prós e contras.

  • Pesquise se a região conta com serviços importantes para você, como lavanderia, academia ou salão de beleza, por exemplo.

  • Como em qualquer lugar do mundo, em Dublin há locais mais violentos, por isso esteja atento ao transitar nessas regiões e evite morar nessas áreas.

Você tem mais alguma dica sobre como entender melhor o mapa da cidade ou ficou com alguma dúvida? Fique à vontade para deixar um comentário!

2 Comments

  1. Carlos Fonseca

    Queria saber as cidades mais violentas opa os bairros ??!?!

    • Redação Dicas

      Carlos, Dublin em geral é uma cidade tranquila. Os bairros mais afastados do centro de Dublin tem os famosos Nackers – um grupo de adolescentes mal encarados que gostam de provocar estrangeiros e até irlandeses mesmo. Mas, não se assuste, eles não fazem mal algum.

Leave a Reply